Que fazer com um milhão de computadores?

modernização das escolas e dos processos de aprendizagem no sistema de ensino português está em marcha, apoiada pelos fundos do Plano de Recuperação e Resiliência. Nos últimos anos letivos chegaram às escolas mais de um milhão de computadores, uma das vertentes do programa de modernização Escola Digital que também prevê a capacitação digital dos docentes e a produção de recursos educativos digitais.

Segundo dados do Ministério da Educação, foram já fornecidos às escolas 1.049.581 computadores para utilização por alunos e docentes e 15 mil computadores para utilização com fins administrativos e de gestão. Neste momento decorre também a instalação de 20 mil projetores nas salas de aula e ao longo do ano vão ser adquiridos mais 419 computadores, chegando ao número previsto de 1.050.000 equipamentos.

O programa de capacitação digital dos docentes já envolveu até ao momento 64 mil professores e no domínio dos conteúdos, disse também o ministério ao SAPO TeK, está concluída a produção de recursos digitais mais específicos para o 1.º ciclo nas áreas da língua portuguesa, matemática e estudo do meio. Está agora em fase de desenvolvimento um programa de produção de recursos para todo o currículo do ensino básico e secundário, financiado pelo PRR.

A notícia, da qual apenas reproduzo um curto excerto, faz um balanço muito completo acerca do que já foi feito, e do que ainda falta fazer, para a integração plena das tecnologias digitais nas escolas portuguesas.

Neste momento já praticamente todos os alunos e professores dispõem de computadores portáteis, mas ainda serão poucos os que os levam com regularidade para a escola. Aqui, a maior limitação que se sente no quotidiano passa pela internet a passo de caracol, o que só se resolve com uma renovação total das redes e das ligações instaladas, claramente obsoletas.

A médio prazo, há um desafio ainda maior que se coloca, e que passa pela produção de conteúdos didácticos de qualidade e em quantidade suficiente para cobrir todas as disciplinas e matérias. Este é o ponto em que todos os programas de introdução das TIC na educação portuguesa têm falhado, ao investir apenas na distribuição de equipamentos, descurando a produção de software de qualidade e acesso livre. Exemplo sintomático é a pobreza, ao nível de software, dos computadores que o ME anda a distribuir, que apenas trazem o sistema operativo instalado.

Também as formações para a capacitação digital, em que o ME parece depositar grandes esperanças, parecem ficar muito aquém do ambicioso plano enunciado, pela forma apressada da sua implementação, pela falta de objectivos claros e mensuráveis e também, há que dizê-lo, pela fraca qualidade de alguns formadores.

O modelo escolhido para a distribuição dos kits digitais também não está isento de problemas, com as escolas a terem de gerir a distribuição e manutenção de centenas, nalguns casos milhares de PCs e respectivos acessórios. À medida que as avarias e a idade do material distribuído, que não prima propriamente pela robustez, forem aumentando, quantas escolas terão recursos humanos para corresponder às solicitações dos utilizadores e da burocracia ministerial?

Superadas estas dificuldades, o sucesso do programa de transição digital permite antever uma escola que não será 100% tecnológica – se dúvidas houvesse acerca da importância das interacções humanas nos processos de aprendizagem, os confinamentos da pandemia encarregaram-se de as dissipar – mas antes um modelo misto, onde o uso dos meios digitais coexistirá com os suportes em papel e algumas pedagogias mais tradicionais – mas não menos eficazes.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.