Os verdadeiros culpados da falta de professores…

…Serão, segundo parece, e levando a sério as afirmações algo caricatas de directores que gostam de acamaradar com o ministro João Costa, Paulo Guinote e outros sujeitos indeterminados que não embarcam no discurso delicodoce do sucesso, das lideranças fortes, da flexibilidade inclusiva. Nem fazem a vénia ao ministro e aos excelsos directores…

Há falta de professores porque eu e outros dizemos tanto mal dos directores, do ministro e de tudo, que as pessoas se afastam do ensino. Como se quem foge, não o fala depois de ter provado do xarope em primeira mão.

Para quem tanto diz valorizar o pensamento crítico e a cidadania activa, reagem muito mal à crítica e à intervenção cívica em defesa de uma escola pública de qualidade e da dignidade com que devem ser tratados os seus profissionais. Querem que os professores preguem, tal como fazem os pedagogos do regime, aquilo que não praticam?

Voltando à ideia e se, na sua obtusidade, bem a entendi: tanto mal dizem do ministro e dos directores das escolas que por via disso não há quem queira ser professor! Das inúmeras razões que podem ser apontadas para as dificuldades no recrutamento de docentes, logo foram arranjar uma que, no campeonato das ideias idiotas, ganha por margem destacada!…

One thought on “Os verdadeiros culpados da falta de professores…

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.