Cerco aos professores

Um professor de 60 anos foi agredido, esta terça-feira, pelos pais de um aluno da Escola Secundária do Cerco, no Porto, tendo sofrido ferimentos numa orelha e na cervical, disse à Lusa fonte dos Bombeiros de Valbom.

O alerta foi dado pelas 16.16 horas, tendo a PSP, no local, procedido à identificação dos dois agressores, revelou fonte da Polícia.

As agressões “ocorreram no interior da escola”, acrescentou a fonte dos bombeiros.

O ferido foi transportado ao Hospital São João.

A Escola do Cerco a ser notícia por más razões, neste caso a agressão a um professor. Culpados evidentes e indesculpáveis são os pais agressores, mas o achincalhamento público da profissão docente e da escola pública, que dirigentes e governantes têm promovido irresponsavelmente ao longo das últimas décadas, encoraja os energúmenos.

Da parte dos professores, de todos os professores, só pode haver lugar à repulsa do acto violento e de quem o praticou e à solidariedade com o colega agredido. As escolas e contextos educativos não são todos iguais e sabemos que alguns “territórios educativos” são especialmente propensos à ocorrência da violência escolar. Mas ninguém diga desta água não beberei. Muito menos se ceda à tentação vergonhosa de insinuar, como demasiadas vezes sucede, a eventual “culpa” do colega no que sucedeu. Nada, mas mesmo nada, justifica uma agressão, e qualquer um pode ser a próxima vítima. Desculpar ou tentar “compreender” os agressores serve apenas para alimentar o ciclo infernal da violência escolar.

Daqui para a frente, além da solidariedade e apoio à vítima, o que se espera é a punição exemplar dos criminosos, com um processo judicial que siga até às últimas consequências. Tivéssemos no ministério responsáveis conscientes da importância de valorizar e defender os profissionais da Educação, em vez dos políticos medíocres e oportunistas que nos apoucam e envergonham, e estariam já a tratar do assunto.

One thought on “Cerco aos professores

  1. Quando se ergue e incentiva um sistema em que alunos e país podem fazer o que quiserem, mas os professores não podem fazer nada, as consequências só podem ser as piores.

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.