Rui Rio promete “atenção especial aos professores”

Falando no discurso de encerramento do congresso do PSD, Rui Rio destacou a Educação e os professores como uma das quatro prioridades de um futuro governo PSD. Apostando num discurso redondo e generalista, Rio procura seduzir os professores com os habituais slogans da direita em torno do mérito, da competência, da dignidade e da autoridade.

Tenta, o que é lógico e inteiramente legítimo, capitalizar com os erros e as más políticas que o ME tem vindo a impor às escolas e aos profissionais no terreno: o abastardamento dos currículos, o facilitismo avaliativo, a falta de investimento em sectores estratégicos como a educação pré-escolar ou o ensino profissional, que subsiste quase exclusivamente por conta dos subsídios europeus.

Confia, claro, com a memória curta dos professores portugueses, que já terão esquecido os efeitos da última passagem do PSD pelo governo: a dispensa de dezenas de milhares de professores, o aumento do tamanho das turmas, a ignominiosa PACC para seleccionar professores, o favorecimento descarado do ensino privado pago com dinheiro público, a experiência desastrosa e irresponsável do ensino vocacional.

Esperará, igualmente, que já ninguém recorde como o PSD se descartou do compromisso do seu grupo parlamentar com os professores, cedendo à chantagem de António Costa na questão da recuperação faseada do tempo de serviço. Uma posição que terá desiludido muita gente na altura, mas que em boa verdade corresponde ao padrão habitual do PSD sempre que se trata de assumir, com acções concretas e não apenas com palavras de circunstância, a defesa dos direitos dos professores.

“Não é compreensível que a uma profissão tão decisiva para a formação das novas gerações, ou seja, para o futuro do país, não sejam conferidas a dignidade e as condições de trabalho que merece. Um Governo do PSD terá de dar uma especial atenção aos professores”, defendeu.

Rio disse que será necessária tornar “a profissão mais atrativa par aos jovens”, mas também “ser criteriosos e exigentes na sua seleção”.

“Considerá-los todos como iguais é, neste como em todos os demais setores da nossa sociedade, não só desvalorizar o mérito e a competência, como ignorar um elemento absolutamente decisivo para o sucesso, que é o brio profissional”, afirmou.

O presidente do PSD apontou mesmo a política educativa dos últimos seis anos como “o melhor exemplo do que não deve ser feito”, e recuperou uma expressão utilizada pela ex-líder do CDS-PP, Assunção Cristas, que falava nas esquerdas unidas ou encostadas.

“O Governo do PS, e particularmente a esquerda unida, tudo fizeram para mudar o que a muito custo se tinha conseguido. Acabaram com as provas finais de ciclo, aligeiraram o currículo, definiram um perfil do aluno em que o conhecimento e a disciplina passaram a letra morta, desautorizaram os professores, desinvestiram na escola pública, desprezaram o ensino profissional, ignoraram a educação de infância”, disse, considerando que estas mudanças “agravaram as desigualdades” entre os alunos.

“Temos de reconhecer que é obra, conseguir tanto mal em tão pouco tempo”, criticou.

Como prioridade nesta área, apontou a educação para a infância: “Temos de lançar bem cedo os pilares do futuro; desde o berço ao jardim escola, da creche ao pré-escolar. É necessário um aumento da oferta, especialmente nas áreas metropolitanas, bem como um claro apoio às famílias, de forma a proporcionar a todas as crianças as melhores oportunidades”, disse.

3 thoughts on “Rui Rio promete “atenção especial aos professores”

  1. “O estado a que isto chegou”

    Temos de reconhecer que “isto” do professorado necessita de uma remodelação de alto a baixo. A despesa inútil e socialmente abjecta (alô contribuintes ) é avassaladora :
    a) ele, são milhares e milhares de pseudo- professores auferindo ordenados como se de Professores ou Técnicos Superiores se tratasse (quanto custa a brincadeira?)
    b) ele, são mais de 8.000 criaturas em MpD , a maior parte SEM horário lectivo e com “doenças” simuladas.(quanto custa a brincadeira?)
    c) ele, são, em média, 12.000 atestados médicos anuais. Quantos e quantos “falsos” (quanto custa a brincadeira?)
    d) ele, é o desperdício resultante de largas centenas de criaturas andarem a passar tempo como “bibliotecários” (!), numas escolinhas com meia dúzia de livros que ninguém consulta, pois temos a “neti” (quanto custa a brincadeira?)
    e) ele, são não sei quantos “destacamentos” : dos sindicatos a outras “instituições”. (quanto custa a brincadeira?)
    f) ele, são os “apoios” que nada apoiam(quanto custa a brincadeira?)

    Depois, os recursos para premiar quem merece escasseiam, não são elásticos.
    Para um 910 , por exemplo, entreter 6 criaturas e ganhar o dobro de um Professor do 12º ano com 150 alunos e formação universitária, alguém terá de sofrer.
    E, por ser Natal, por aqui me fico.

    Gostar

  2. O charme (pouco) discreto da burguesia a prometer uma “atenção especial aos professores”.
    E a gente lembra-se do que fizeram e fazem na AR.
    Todos se lembram de nós e tempo de eleições.
    Tão fofos!

    Gostar

  3. O chorrilho de desastres laranjistas na educação é infinitamente pior que tudo o que já se fez. Recordo apenas dois desses episódios altamente edificantes. Um foi a informatização dos concursos tão incrivelmente incompetente que durante os anos seguintes o caos reinou imparável, atraindo até as atenções internacionais. Outro foi o consulado de M F Leite, comissária política do cavaquismo e totalmente ignorante das problemáticas da educação. A sua 1ª medida foi o despedimento puro e simples da maioria dos funcionários das escolas, obrigando todo o sistema a parar de imediato logo no início daquele lamentável ano lectivo. Que venha agora um líder laranja a mandar vir com as desgraças do “ausente”, é o cúmulo da desfaçatez e da sem vergonhice. Que moral tem esse partido para apontar o dedo? É realmente difícil fazer pior!!!!

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.