Mais uma semana de férias no Natal

A semana de 2 a 9 de Janeiro será de “contenção de contactos”, após o período de Natal e Ano Novo em que é previsível um aumento das infecções pelo novo coronavírus. As aulas dos vários graus de ensino, excepto universidades, creches e ATL, só recomeçam a 10 de Janeiro, com esses dias a serem compensados nas férias de Carnaval (menos dois dias) e na Páscoa (menos três dias). Durante a primeira semana de 2022, bares e discotecas serão encerrados e o teletrabalho, sempre que possível, será obrigatório. ​

“Apelamos a todos que limitem os seus contactos fora do seu universo familiar”, disse o primeiro-ministro, após reunião do Conselho de Ministros. O Ministério da Segurança Social está a avaliar eventuais apoios aos pais que tenham de ficar em casa na primeira semana de Janeiro devido ao adiamento do recomeço das aulas, não havendo ainda uma decisão. ​Bares e discotecas serão compensados pelo encerramento, garantiu António Costa​.

“Se há coisa que temos de evitar, é termos um Janeiro de 2022 que sequer se aproxime do trágico Janeiro de 2021. Por isso, na semana seguinte à passagem de ano, entre os dias 2 e 9 de Janeiro, teremos uma semana de contenção de contactos”, afirmou.

Depois do Natal e Ano Novo, uma semana de recolhimento e de restrição de contactos, para impedir que o previsível aumento de contágios agrave a situação pandémica ainda mais do que já está. Nas escolas, a medida traduz-se num prolongamento das férias dos alunos, tentando não repetir o erro do ano passado, em que se reabriram as aulas para as fechar logo de seguida.

Esta semana extra de paragem será compensada com o encurtamento das pausas do Carnaval e da Páscoa, esperando-se que a coisa fique por aqui e não se repita o cenário dos últimos dois anos, que empurrou o final do ano lectivo para o mês de Julho.

Há ainda outro aspecto sensível a considerar, relativamente às escolas, que tem a ver com a propagação da pandemia através dos alunos mais novos, que ainda não estão vacinados e, no caso do 1.º ciclo, não são sequer obrigados a usar máscara. O arranque da vacinação na faixa etária dos 5 aos 11 anos, que se espera para breve, mas ainda não tem datas estabelecidas, poderá dar aqui um contributo decisivo na contenção da pandemia em ambiente escolar.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.