Recreios sem máscara

O uso de máscaras nos recreios das escolas deixa de ser obrigatório e a Direção-Geral da Saúde vai atualizar as normas do isolamento profilático nos estabelecimentos de ensino, anunciou esta quinta-feira o primeiro-ministro.

“Quanto ao ano letivo, o Conselho de Ministros tomou a decisão de clarificar que o uso de máscara não é obrigatório nos espaços exteriores das escolas, designadamente nos recreios”, disse António Costa, na conferência de imprensa da reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira, na qual o Governo aprovou a passagem à terceira fase de desconfinamento e as medidas associadas no âmbito da pandemia de Covid-19.

O primeiro-ministro avançou também que a Direção-Geral da Saúde vai atualizar, nos próximos dias, as normas sobre o confinamento, que vão permitir “responder a problemas que ainda têm subsistido” em relação “ao isolamento de pessoas que estão vacinadas e tendo em conta o risco efetivo da transmissão da doença entre população escolar”.

Dispensar a máscara nos recreios, tal como já sucede na generalidade dos espaços ao ar livre parece-me uma medida sensata e que apenas poderá pecar por tardia. Na fase em que nos encontramos, e se queremos que o processo de desconfinamento seja definitivo e irreversível, a aposta tem de ser cada vez mais na consciencialização das pessoas e no foco em comportamentos de risco. O que contamina é respirar o ar expirado por alguém infectado, e isso não é estar de máscara ao ar livre, ou desinfectar as mãos de 10 em 10 minutos que o vai evitar. É mesmo o uso de máscara e um razoável distanciamento nos espaços interiores, sobretudo quando mal ventilados – o que irá suceder cada vez mais nas salas de aula, à medida que o frio começar a convidar ao fecho das janelas.

A revisão das regras do isolamento profiláctico é tanto ou mais necessária do que o uso da máscara. Não faz sentido, com 85% da população vacinada, que um contacto suspeito, mas negativo e assintomático, possa ter de permanecer isolado mais tempo do que um positivo confirmado. Ou que contactos geralmente considerados de baixo risco continuem a colocar de quarentena turmas inteiras…

One thought on “Recreios sem máscara

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.