Um ministério à moda de Trump

trump.PNGSantana Castilho passa em revista, na crónica semanal do Público, alguns sinais recentes do miserabilismo educativo – a expressão é minha – que é promovido pelas políticas do ME.

Exames facultativos no secundário e recheados de perguntas opcionais ficam desde logo amputados da razão principal da sua existência, que é aferir e regular aprendizagens e garantir o efectivo cumprimento do currículo nacional, igualmente ameaçado pela deriva autonomista e flexibilizadora que se promove nas escolas portuguesas.

Professores que não gostam de ler, mas ensinam as primeiras letras, e nessa qualidade são promovidos pela corte eduquesa de Brandão Rodrigues e João Costa a estrelas televisivas da nova telescola, expoentes máximos de pedagogia flexível e muito pràfrentex do século XXI, animada por banda sonora de zumbas e raps, com muitos okays à mistura…

Perante a espiral descendente do sistema educativo e a teimosa insistência no erro e no disparate, Castilho encontra um óbvio paralelismo com o rumo errático e irracional da administração Trump…

Um Trump qualquer apreciaria muito este Ministério da Educação, pela regressão mental que promove, transformando aulas em entretenimento e exames em charadas de cruzinhas. Aconselhar injecções de lixívia para curar a covid-19, ou usá-la para branquear os resultados da “flexibilidade curricular” e das ”aprendizagens significativas”, equivalem-se no disparate.

4 thoughts on “Um ministério à moda de Trump

  1. A corte eduquesa e mais o puto Tiago chateiam que se fartam.

    Já o Trump é outra coisa que não consigo adjectivar de modo fácil. Só me lembro do – perigoso.

    Entre depois de tanto webinar e E@D e outras formações, anda muita gente deslumbrada na escola- ele são as “rubricas” (que entraram no novoléxico e que parecem passar a perna aos instrumentos de avaliação), o “holístico” entra definitivamente em cena e é um Avante! colossal rumo à avaliação formativa (retirando o protagonismo ao jornal do PCP e ao buraco colossal de Vitor Gaspar ex – das finanças.

    A quantidade de grelhas , cronogramas, organogramas, diagramas, diafragmas, tabelas e setas que parecem sair do papel ou do digital parecem saltar e enterrarem-se num olho, não sendo nós o grande Camões.

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.