É professor, come os restos dos alunos…

restos.JPGAconteceu no Brasil, país onde as autoridades educativas conseguem tratar os professores ainda pior do que em Portugal. Mas, com as políticas e os políticos que temos tido no sector, será caso para dizer que vamos no bom caminho…

Professores da Escola Municipal Doutor Roberto Shoji, na Praia Grande, no litoral paulista, alegam ter sido proibidos de consumir a merenda servida na escola e orientados pela direção a comer as sobras da refeição dos alunos.

Um docente que preferiu não se identificar contou ao UOL que os professores foram informados sobre a regra durante reunião na última segunda-feira (10).

Na ocasião, a nova diretora, que assumiu o cargo no início deste ano letivo, teria dito que a orientação vinha da Secretaria Municipal de Educação — o professor, no entanto, conta que até ano passado ele e os colegas tinham acesso normal à merenda.

A reportagem teve acesso à ata da reunião, que diz: “Alimentar-se da merenda após os alunos, não junto com eles, caso haja sobra”.

O professor alega que os docentes da rede municipal não recebem vale-alimentação ou nem vale-refeição e que ainda enfrentam uma série de restrições em relação à comida que levam de casa.

2 thoughts on “É professor, come os restos dos alunos…

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.