Reúnem consigo próprios?

latino-coelho.pngA norma, que consta do Regulamento Interno do Agrupamento de Escolas Latino Coelho, em Lamego, seria apenas ridícula se a sua aplicação não atentasse gravemente contra os direitos dos professores.

As reuniões são realizadas no tempo de trabalho individual.

Nem vale a pena sublinhar a contradição nos termos – um trabalho colectivo a entrar na componente de trabalho individual dos docentes -, pois do que se trata aqui é de um claro abuso de um agrupamento de escolas que não respeita o horário de trabalho e os direitos laborais dos professores ao seu serviço. Uma situação à qual os sindicatos, a quem compete representar e defender legalmente os professores, não devem ficar indiferentes.

Vamos ser claros de uma vez por todas: já houve tempos, anteriores ao lurdes-rodriguismo educativo, em que nos horários docentes constava apenas a componente lectiva, conferindo-se a cada professor a responsabilidade de gerir individualmente a não lectiva. Contudo, a partir do momento em que a entidade patronal se arroga o direito de ser ela a gerir esse tempo, então o professor não está obrigado a cumprir na escola nem mais um minuto a mais. Pelo que qualquer reunião feita para além do horário, das duas uma: ou é compensada com a dispensa de igual número de horas no horário habitual do professor ou é paga como serviço extraordinário.

Claro que também só se chega a este ponto porque os professores não se empenham o suficiente na defesa dos seus direitos. Até o menos letrado dos funcionários não docente tem consciência de uma coisa muito simples: se lhe pedirem que fique até mais tarde na escola, por necessidades do serviço, hão-de compensá-lo de alguma forma: entra mais tarde nesse dia, sai mais cedo no dia seguinte, fica com um crédito de horas para usar quando lhe der jeito… Como é que há professores, tanto no grupo dos que dão aulas como no dos que estão directores, que não conseguem perceber essa coisa elementar que é o direito de não ser obrigado a trabalhar de borla?…

3 thoughts on “Reúnem consigo próprios?

  1. O fraco rei faz fraca a forte gente (Luís de Camões).
    Como não nos encontramos em regime de monarquia, dizem, a forte gente não dignifica a profissão intelectual como é a de professor. Profissionais altamente especializados, detentores de cursos académicos a exercerem a sua profissão em permanente consentimento cognitivo. Uma vida inteira.
    Medo, muito medo que advém do desconhecido, da ignorância. Não se procura nem se quer saber.
    Para quando a dissonância cognitiva?
    Para quando a saída da caverna platónica?
    Nesta escola, como em muitas outras, infelizmente, os degraus são subidos diariamente aos olhos de todos. Não é surpresa nenhuma, desenganem-se. O pior é que os filhos da ignorância são capazes de produzir formas mais sedutoras de ignorância. O ego sempre a subir, a humanidade sempre a descer. Narciso.

    O comentador é Rui Ferreira.

    Gostar

    • Medo, sim.
      E também alguma indolência, baixa auto estima, ignorância ou as três.

      Três exemplos de 1 semana:” Não há horas no horário para avaliações externas”- Há o dia livre!” – “Qual dia livre?” e a conversa continuou……

      – “Faltou hoje?” (à entrada na escola) – “Por acaso não, porquê?” – ” A professora não faltou não que eu vi que estava com a turma na biblioteca”, sem comentários…..

      – “Sente-se uma pressão para ver quem falta ou se atrasa uns minutos” – “É a obrigação dos funcionários!” e a conversa teve de continuar…..

      – Sala de audiovisuais, projecção de um filme. A porta abre-se: “O som está muito alto!” . A conversa não continuou porque se aprendeu que se se respondesse a “quente”, e à frente dos alunos, ia sair algo não muito agradável.

      A conversa segue já a seguir nesta semana, com elegância.

      (Isto parece confuso mas não quero contextualizar mais. São exemplos quotidianos que o comentário do Rui Ferreira me fez lembrar)

      Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.