Contra o amianto, denunciar, denunciar!

É bem sabido que o amianto, um produto comprovadamente cancerígeno, se encontra presente em placas de fibrocimento e noutros materiais de revestimento amplamente usados nas construções escolares portuguesas das últimas décadas do século XX.

Perante este grave problema de saúde pública, só existe uma solução aceitável: a remoção urgente, mas feita de forma segura e controlada, destes materiais.

No entanto, os responsáveis têm preferido ignorar a gravidade do problema, ora adiando as obras, ora empurrando-as para as autarquias. Nalguns casos, fingindo que o problema não existe, ou insinuando até que, se as placas estiverem em bom estado, o melhor é nem sequer lhes mexer. Revelador do laxismo e da irresponsabilidade ministerial é o facto de reiteradamente se recusarem a revelar a lista das escolas afectadas e a definir prazos para as necessárias intervenções.

Mais recentemente, os sequazes do ME parecem ter adoptado nova táctica: tentar silenciar, nas redes sociais, alguns dos professores que mais se têm destacado na denúncia do problema e da dimensão preocupante que adquire, ao afectar centenas de escolas por todo o país. Foi o que sucedeu recentemente com o dirigente do STOP Sílvio Miguel:

Após ter sido impedido de publicar no Facebook durante cerca de 7 dias, venho novamente solicitar a participação de toda a COMUNIDADE EDUCATIVA na denuncia e identificação das ESCOLAS que ainda possuem Placas de Fibrocimento contendo AMIANTO.

Foi o S.TO.P. – Sindicato de TOD@S os Profissionais de Educação, que há vários meses tomou a iniciativa de elaborar essa LISTA de ESCOLAS que ainda possuem coberturas com Placas de Fibrocimento contendo AMIANTO, com a ajuda de TOD@S os DOCENTES deste país.

Já que as entidades responsáveis não cumprem a lei nem têm a transparência e honestidade de o fazerem, o S.TO.P., mais uma vez, solicita agora a TOD@S os PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO, ALUNOS e PAIS/EE que o façam no sentido de salvaguardar a saúde pública de quantos frequentam as escolas, especialmente no sentido de salvaguardar o primordial interesse das crianças e jovens deste país.

Quando se recorre ao encobrimento dos problemas e à censura de quem os denuncia, quem defende a qualidade da escola pública e o direito à saúde de todos os seus frequentadores só tem uma coisa a fazer: divulgar as verdades inconvenientes que outros preferem esconder e calar.

Fica o link para a lista das escolas com amianto que o STOP está a divulgar e o indispensável apelo: se a sua escola não consta da lista, faça-o saber!…

amianto.PNG

 

4 thoughts on “Contra o amianto, denunciar, denunciar!

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.