Abriu a caça ao voto

ps-olhao.JPG

A campanha eleitoral ainda nem começou oficialmente, mas para o partido no poder parece já valer tudo. Candidatos, autarcas e governantes, tudo gente do mesmo partido, tudo à molhada em despudorada caça ao voto, ao mesmo tempo que distribuem tablets pelas criancinhas.

Os sinais de arrogância e excesso de confiança são evidentes. Se conseguirem a maioria absoluta vai ser a repetição da desgraça, pois não parecem ter aprendido nada com o desastre que foi o socratismo…

6 thoughts on “Abriu a caça ao voto

  1. Que trabalheira, senhores !

    Seria mais fácil ( e barato) acercarem-se daquele agrupamento de escolas que no findo ano lectivo guindou o ” sucesso educativo” a um esplendoroso 100%. Proclamariam aos sete ventos ( perante a comunicação social) que a fantástica proeza ficou a dever-se ao engenho e árduo trabalho advindo da equipa ministerial e dos seus geniais “ideólogos”. Acrescentariam que a “coisa” generalizar-se- á futuramente se… o eleitorado generosamente lhe conceder os “botos” necessários. Vitoria garantida !

    ( atente-se nos “resultados” obtidos pelo tal agrupamento, cujo nome me escapa : 1º e 2º ciclos, 7º e 8º anos – 1oo% de aprovações ; já o 9º quedou-se nos modestos 97% ; no próximo ano atingirá os 100% ( ou mais… ).

    Hoje deu-me para isto. Mas não é para rir .

    Gostar

  2. Seria motivo de enorme regozijo (claro) se tivéssemos a certeza de que este pleno sucesso é “verdadeiro”, ou seja, todos os alunos passaram de ano convenientemente preparados. A pergunta é: será assim ou há batota?

    Num país decente, as naturais dúvidas motivariam , imediatamente, uma sindicância . O mesmo se o panorama fosse de sinal contrário a este. Por cá , só no segundo cenário. Grave.

    Gostar

  3. Como alguém dizia (já não me recordo quem, mas concordo) cada partido tenta obter o maior nº de votos em eleições. É normal que assim seja numa democracia.

    Assim sendo, a expressão popular “caça ao voto” não tem nada de mal.

    É o cidadão- eleitor ou não- que tem o DEVER de descodificar as mensagens- as inconsistências e a propaganda.
    Ler programas dos partidos , já nem vou por aí. Mas estar atento e informado e ter a capacidade de desmontar manipulações em geral, é um dever e um direito.

    Se “abriu a caça ao voto”, o eleitor tem de “pensar criticamente”. Dá trabalho, pode não ser fácil, mas não há desculpas. Não se venha dizer, pós eleições, que são todos iguais e corruptos e farinha do mesmo saco.

    Agora são QUASE todos sociais-democratas para captarem votos ao centro.

    E também são muito eco e vegan e pet lovers e vai-se a ver e aquilo é tudo muito inconsistente.

    Só de pensar numa proposta de um partido político(?!) que quer promover a retirada de cães aos sem abrigo-a sua grande companhia- sem qualquer proposta para se ir acabando com as condiões que levam tantas pessoas a esta situação, é algo de bizarro que só se entende numa espécie de partido “pós-ideológico e não político”.

    Depois, há os partidos mais consistentes, goste-se ou não. Não mudam os seus princípios, goste-se ou não.
    Mas parece que estão fora do séc XXI.

    Gostar

    • Nada contra, antes pelo contrário, que os partidos defendam as suas ideias, apresentem as suas propostas e invoquem a obra feita, sendo caso disso. É o normal em democracia, cabendo ao cidadão ir ouvindo os diferentes candidatos e formando a sua própria opinião, que determinará o sentido do seu voto.

      O sentido pejorativo da “caça ao voto” surge quando se ultrapassam limites do que é ética e politicamente aceitável, misturando a propaganda político-partidária com actos de dirigentes políticos. Neste caso, o que temos é a campanha socialista no Algarve a colar-se a uma iniciativa da câmara socialista com a presença oportuna – ou deveria dizer oportunista? – da SE Leitão.

      Quanto às tabletes oferecidas, daqui por dois ou três anos veremos quantas ainda estarão a uso e que utilidade efectiva tiveram no quotidiano escolar…

      Gostar

      • É nestes casos que o “people” tem de abrir a pestana e é nestes casos que a coisa tem de ser esmiuçada e denunciada.Este é mais um caso.

        A ética e o politicamente aceitável seria o ideal. Nestas alturas é um pouco como a anedota do “Guerra é guerra! Guerra é guerra!”.

        A mentira, porém, causa-me mais anti-corpos.

        Gostar

  4. Muito se fala da democracia portuguesa que não é uma democracia. Experimentem não a ter a sério.

    Depois, estes “ais” portugueses que somos tão fraquinhos comparados com outros países.

    E o que se passa no Reino Unido (a grande democracia)?
    E nos EUA? (a grande Liberdade)?
    E na Itália?
    E no Brasil?

    Um bocadinho de mais pensamento positivo, meus senhores.

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.