“Este Presidente não é Presidente de todos os Portugueses”

marcelo_rebelo_de_sousa_997045[1]Sem cair no exagero de fazer de Marcelo Rebelo de Sousa o principal inimigo dos professores, Mário Nogueira esteve bem ao não deixar passar em claro a recente tentativa de desvalorizar, com uma graçola de mau gosto, a principal reivindicação dos professores.

A sessão de encerramento do Congresso da Fenprof – a que Marcelo, imitando Cavaco, declinou o convite para comparecer – serviu de palco privilegiado para que a mensagem, clara, chegue a todo o país.

Os professores reivindicam a contagem de nove anos, quatro meses e dois dias (9.4.2) de tempo de serviço congelado e alguns docentes confrontaram o chefe de Estado com a questão, em Portalegre, na semana passada, tendo Marcelo Rebelo de Sousa ironizado com os números. Hoje, no final do congresso, Mário Nogueira disse aos professores que a Fenprof tinha convidado o Presidente da República, que num primeiro momento respondeu que oportunamente responderia. Mas, depois, acrescentou Mário Nogueira, “a última coisa que o ouvimos dizer em Portalegre, há dias, foi que 9.4.2 para número de telefone ainda faltavam alguns dígitos.” “Este Presidente não é Presidente de todos os portugueses. É uma vergonha o que ele disse sobre os professores e que isso fique registado”, salientou.

2 thoughts on ““Este Presidente não é Presidente de todos os Portugueses”

  1. Embora concordando com a intervenção do grande líder a respeito do PR, não posso deixar de salientar aquela que é, para mim, uma das melhores frásias (sic) de MN
    Pois declarou o dito, do alto da sua longa experiência, que” não há derrotas nem vitórias na luta sindical”.
    Na minha santa ignorância, apesar de já andar nisto das lutas há mais de 40 anos, surpreendeu-me bastante o arguto pensamento, o fino recorte de objectividade e respeito pelos factos, a humildade de quem levou a maior luta de sempre (Milu) ao total desastre. O próprio conceito é algo de transcendente. Lutar? Sim, mas nunca para ganhar ou perder.
    Então para quê??????????????????????????????????????????????????

    Gostar

    • Acho que MN no papel de líder sindical acabado de ser reeleito não poderia fazer um discurso derrotista. A ideia que quis transmitir é a de que a luta continua. E no dia em que os dirigentes sindicais pensarem que não vale a pena, então o melhor é fecharem a loja…

      Agora é verdade, concordo consigo, que a luta em torno dos 9-4-2 terminou, objectivamente, numa derrota. Não sou dirigente sindical nem pretendo vir a sê-lo, pelo que não tenho problemas em reconhecer as coisas como elas são.

      Indo um pouco mais longe, é também verdade que não é só de agora: a luta sindical dos professores tem vindo, pelo menos desde 2005, a somar derrotas. Ao contrário de um passado ainda não muito distante em que houve sucessivas conquistas alcançadas, o período actual tem sido sobretudo de contenção de danos e de reacção aos ataques contra a classe.

      Perspectivas para o futuro? Talvez objectivos mais realistas e foco em lutas que possamos ganhar. O mais importante no imediato será talvez tentar que os professores ganhem mais confiança em si próprios e naquilo que colectivamente podem conseguir. E os sindicatos também precisam de se aproximar mais dos professores que representam, vindo mais às escolas e procurando compreender melhor o sentir e as motivações da classe, antes de se envolverem em jogadas políticas onde acabam – eles e nós – trucidados pelo oportunismo e os jogos de interesses dos partidos.

      Liked by 1 person

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.