Neoliberalismo educativo

ciac.JPGLiberais em 1834:

Extinguiram as ordens religiosas em Portugal e nacionalizaram todos os seus bens.

Neoliberais em 2019:

Lamentam o fecho de um colégio jesuíta, vítima das leis do mercado: deixou de ter alunos suficientes desde que perdeu o contrato de associação. Defendem que as escolas privadas subsistam com financiamento público.

2 thoughts on “Neoliberalismo educativo

  1. Isto está bem apanhado, caro colega!

    Soa-me à parte do discurso do 10 de Junho de João Miguel Tavares, liberal , em que repete

    “Deem-nos algo em que acreditar” (que raio de frase de 1 liberal!)

    Neste caso ainda vai escrever:

    Deem às escolas privadas financiamento público!

    E o Adam Smith ressuscita, lê, suspira, murmura qualquer coisa como – afinal andei eu a filosofar para isto- e retoma à cova.

    Gostar

  2. Já agora complemente-se o enquadramento histórico, como me foi pedido na página da Escola Portuguesa no Facebook:

    A extinção das ordens religiosas foi decretada em 1834 e posta em prática na sequência da vitória liberal que pôs termo à Guerra Civil nesse mesmo ano. Posteriormente, a maior parte dos bens, nomeadamente as terras, foram vendidas em hasta pública, servindo a maior parte das receitas para amortizar a elevada dívida pública contraída durante a guerra. Mas os principais edifícios, sobretudo nas zonas urbanas, foram mantidos, até hoje, na posse do Estado, vindo a servir para a instalação de quartéis, hospitais, escolas, tribunais, repartições públicas.

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.