Quando os alunos desligam…

foco.JPGAo longo de uma aula, haverá sempre momentos em que os alunos “desligam”: é uma evidência incontestável. Os professores atentos apercebem-se disso, recorrendo aos pequenos truques do ofício que permitem ir tentando recuperar a atenção dos mais distraídos. Mas agora há uma equipa da Universidade de Aveiro que quer estudar o processo,  monitorizando os rostos e as expressões dos alunos. O objectivo é perceber em que situações os estudantes tendem a perder o foco, ajudando os professores a planificar e desenvolver as suas aulas de modo a aumentar os níveis de concentração.

Como profissional docente, preocupam-me menos os alunos que, num momento ou noutro, se distraem – uma inevitabilidade, sobretudo nas aulas de maior duração, mas que também vamos sabendo, melhor ou pior, contrariar. Preocupam-se mais os que já entram nas salas de aula sem qualquer motivação para aprender e indispostos para tudo o que exija um mínimo de atenção e esforço. Serão uma minoria, felizmente, na maior parte das escolas portuguesas. Mas existem, e constituem um desafio sempre presente – e também uma potencial fonte de frustração – para os professores…

Será este sistema uma forma de operacionalizar mais um super big brother de vigilância e controlo? “É um dos nossos medos. E temos insistido por isso que o objectivo do nosso projecto não é, de forma alguma, o de controlar os alunos”, afirma ao PÚBLICO Daniel Canedo, um dos dois investigadores do Instituto de Engenharia Electrónica e Informática de Aveiro responsáveis por este estudo.

Ainda está longe de ficar operacional e a sua utilização até poderá ser inviabilizada devido às novas normas de protecção de dados, mas na Universidade de Aveiro (UA) já se está a trabalhar para que, num futuro próximo, a atenção dos alunos numa aula seja monitorizada por via de um sistema informático que permitirá a leitura das suas expressões.

Para esse efeito, explica uma nota da UA, este sistema englobará “uma câmara instalada na sala para captar toda a plateia ao longo da aula” e que enviará continuamente imagens das caras dos alunos para um servidor que, por sua vez, extrairá “os dados necessários para estimar o foco dos estudantes ao longo da sessão”. Todos os rostos têm de estar identificados para que este processo se concretize.

Anúncios

2 thoughts on “Quando os alunos desligam…

  1. Tento manter uma mente aberta para estudos, projectos e contribuições importantes de áreas diversas no que respeita ao ensino e às aprendizagens dos alunos. Não só porque gosto de aprender e estar informada, mas por uma questão de defesa e de sobrevivência pessoais.

    No entanto, o que li pôs-me de pé atrás. Não sei porquê, mas há algo aqui que me desconforta. Não gosto de câmaras neste contexto específico.

    Como foi escrito, sabemos que há alturas em que os alunos “desligam”. E, quando isso acontece, os professores atentos devem dar uma volta de 90 ou 180 graus na sua planificação da aula. E digo 180 graus quando é mesmo para parar o que está a ser feito. É algo muito positivo e que pode transformar uma aula em que não se está a aprender numa aula em que se aprendem outras coisas.

    Os alunos que já entram na maioria das aulas sem motivação para aprender, mesmo depois de tentadas várias estratégias, desde que estejam calados e não perturbem os colegas e os professores, já não é nada mau. Há situações destas em que devemos passar à frente.

    Lamento dizer isto, mas digo-o com toda a franqueza. Há casos que me ultrapassam e que não sei resolver. E as câmaras que “monitorizam” não me vão ajudar em nada. A gente já monitorizou os rostos e as atitudes.

    Gostar

    • Este tipo de estudos parecem-me algo supérfluos. Mas os investigadores precisam de fazer alguma coisa e isto parece inscrever-se no espírito dos tempos: há muito pessoal que prefere ter a informação disponibilizada numa app do que olhar para as pessoas de carne e osso que tem à sua frente…

      Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.