O Governo e os professores segundo RAP

Para terminar com boa disposição o último domingo antes do início das aulas a sério.

As picardias verbais entre António Costa e Mário Nogueira, o resumo manipulatório do relatório da OCDE e os professores portugueses que, supostamente, vivem como nababos. O comentário de Ricardo Araújo Pereira e os apartes dos seus parceiros do Governo Sombra. Tudo condensado em três minutos bem humorados.

Boa semana!

Anúncios

4 thoughts on “O Governo e os professores segundo RAP

  1. Essa do Mário Nogueira ser um Professor é que não percebi.
    Mas, pensava eu, um Professor não é uma pessoa que dá aulas, que está no seu dia-a-dia na sala de aula a ensinar os alunos? Ora o Mário Nogueira (dito pelo próprio) não dá uma única aula desde o milénio passado, há 20 e muitos anos atrás. Ora isto é ser Professor?
    Na minha opinião, ser Professor é algo muito bonito, quase sagrado. São profissionais dedicados, indispensáveis na preparação dos jovens que serão o futuro do país. Ser Professor não é uma designação a brincar. Mário Nogueira não é nada disto, eu nunca o vi ali na sala de aula ao lado da minha.

    Gostar

    • “Na minha opinião, ser Professor é algo muito bonito, quase sagrado”

      É assim uma espécie de Holy Grail job e o pessoal anda numa de Quest, a bem dizer, certo?

      Nota: pena não se ter apanhado a parte em que o JMT disse que MN era intransigente e nunca estava de acordo (ou coisa assim parecida) ao que RAP respondeu: “Então, mas o homem não é sindicalista?”

      Finalmente, a conversa do não dar aulas!
      Como o facto de se ser o representante de uma organização sindical de professores quisesse dizer que essa pessoa não sabe o que se passa nas carreiras dos professores e na sua vida profissional.

      Querem o homem a trabalhar em part-time como sindicalista?

      Tanta demagogia e ignorância.

      Gostar

    • É verdade que há cada vez mais professores incomodados com o facto de MN não dar aulas há mais de 20 anos e que, por esse motivo, não o consideram “um dos nossos”.

      Mas também é certo que o trabalho sindical requer, no topo das organizações, uma disponibilidade e uma dedicação que impõem a exclusividade. Sem nunca por lá ter passado sei, por experiência de pessoas que me são próximas, que não dá para ir agora dar as aulas da manhã e dizer que esperem por mim em Lisboa, lá para o fim da tarde, para fazer nessa altura uma reuniãon sindical urgente. Nem para interromper agora a conferência de imprensa para ainda poder ir dar a aula das 17h.

      Isto não sucede só com os professores: a representação condigna dos colegas implica geralmente que os principais dirigentes abdiquem do exercício da profissão, e é por isso que existe essa faculdade legal. Ter como líder do sindicato o colega da sala ao lado significa quase seguramente que essa pessoa não irá ser nem um bom professor, nem um bom sindicalista.

      Outra coisa diferente é quando algumas pessoas parecem eternizar-se nos cargos, não dando espaço à necessária renovação. Aqui não tenho dúvidas em afirmar que a necessidade de renovar os corpos dirigentes dos actuais sindicatos, incluindo os da Fenprof. Mas a questão é muitas vezes a falta de colegas disponíveis para um trabalho ingrato, difícil e quase nunca reconhecido.

      Voltando ao MN, lembro que ele está no lugar que ocupa por eleição dos delegados e activistas dos sindicatos que formam a Fenprof, e são estes que, quando o entenderem, devem substituir. Não me parece que deva sair por pressão dos não sindicalizados nem estou disposto, ainda que involuntariamente, a dar força aos governos que gostariam de um interlocutor mais colaborante e, para usar a expressão do nosso PM, menos “intransigente”…

      Gostar

    • Implementando já o conceito de “mindfulness” (que eu quero ser prof do séc XXI), vou concentrar-me ainda mais na questão de “ser professor é algo de muito bonito, quase sagrado”.

      É que nem o presidente Marcelo chegou hoje a tanto. …….

      Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.