Chegar em 12 anos ao topo da carreira

dgesteDepois dos bons serviços prestados durante a greve às avaliações, assinando as “notas informativas” que nenhum governante teve coragem de subscrever, eis que chega a esperada promoção.

A dra. Manuela Pastor Faria já dirigia a DGEstE interinamente, em regime de substituição. Mas ontem, com a publicação deste despacho em Diário da República, a nomeação tornou-se definitiva.

nom1.JPGnom2.JPGnom3.JPG

Não haverá muito a dizer de uma jurista que parece ter a formação e o perfil adequados ao cargo. Não custa reconhecer o mérito a quem desempenhou várias funções de responsabilidade no ministério, por nomeação de governos de diferentes cores políticas. Mas chateia um bocado constatar que, no ministério chamado da Educação, são bem mais valorizados os especialistas de gabinete do que os que os verdadeiros educadores.

Repare-se que a senhora iniciou funções no aparelho ministerial, na extinta DREL, em Setembro de 2006. Em Julho de 2018 ascende a directora-geral, o que podemos considerar o topo da carreira, a posição mais elevada e prestigiante a que pode chegar um técnico superior da administração pública.

Já um professor do básico ou do secundário, mesmo que todos lhe reconheçam o mérito, mesmo que fosse, na sua profissão, o melhor do mundo e arredores, em que posição da sua carreira se encontra ao fim de 12 anos de serviço incompletos?…

Anúncios

4 thoughts on “Chegar em 12 anos ao topo da carreira

  1. Por obra e graça do actual ECD, esse hipotético professor, ” mesmo que fosse , na sua profissão , o melhor do mundo e arredores” seria sempre igual a qualquer outro ” colega” mesmo que praticamente iletrado. Igual não ! Esse excelente professor teria um vencimento inferior, pelas escandalosas e conhecidas razões. Valerá a pena ler – no Público de hoje – um artigo que , de alguma forma , toca neste assunto.É assinado por alguém que sabe o que diz.

    Gostar

    • Li um pouco na diagonal e parece-me bastante falacioso o argumentário utilizado pelo autor.
      Acho que os professores devem estar atentos a falsas, súbitas e interesseiras amizades…
      Como a deste senhor, quando teve responsabilidades numa direcção regional nunca mostrou grandes preocupações com os professores. A prioridade dele era a promoção dos contratos de associação e o “ensino ao menor custo”…

      Gostar

      • Pela lucidez e elegância a que me habituou, seria (será) um prazer polemizar com António Duarte. No caso concreto, não me interessa muito o perfil do “mensageiro” – antes a “mensagem”. Foi, exclusivamente, o seu conteúdo que me levou a considerá-la no modesto comentário acima registado. Admito que sejam os tais “conflitos” de geração …

        Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.