Colaborações: ComRegras

No Topo: Confiança nos professores e nas escolas públicas

O estudo da agência Aximage divulgado esta semana confirma o que também já tinha sido detectado há dias numa análise semelhante da Universidade Católica: os professores e as escolas públicas continuam a estar entre os profissionais e as instituições em que os Portugueses mais confiam. Uma tendência que vem de longe e que habitualmente coloca os docentes, tal como os bombeiros ou os polícias, entre os profissionais mais merecedores do apreço e da confiança dos cidadãos…

topo-e-fundo_ComRegras

No Fundo: Os exames inflexíveis

A notícia teve pouca repercussão mediática, mas o assunto é suficientemente importante para merecer destaque imediato e acompanhamento atento: paira um sentimento de inquietação, nas escolas que estão a realizar a experiência pedagógica da flexibilidade curricular, perante a perspectiva de os seus alunos terem de vir a realizar, no final do básico e do secundário, os tradicionais e nada flexíveis exames nacionais. E perante isto, raras foram as escolas que se aventuraram a estender o projecto ao ensino secundário…

One thought on “Colaborações: ComRegras

  1. AH, AH!!!
    Nu e cru o que é a experiência pedagógica da flexibilidade curricular: Não cumprir programas, com rede por baixo!
    A conversa das estratégias diferentes, das metodologias da escola do séc. XXI, dos trabalhos colaborativos e de encontro às necessidades de cada um e ao ritmo de cada um… para atingir o mesmo (aprendizagem e conhecimento) é puro blá, blá…
    Se não houvesse exames… porreiro, pá, … então, talvez quiçá… que deve ser divertido experimentar… (tira daqui, coloca isto, abrevia aquele-outro, elimina isto, dá mais acolá, cria nova,…) vamos nessa, a brincadeira para satisfazer o cliente/ as clientelas!

    Não deixa de ser curioso, e acima de tudo grave, como se pretendem generalizar experiências (e, tão só) sem avaliação externa das aprendizagens em circunstâncias de igualdade com todos os outros (afinal, a avaliação da eficiência das ditas empreendedoras e empreendidas medidas)…
    Então sim, o determinismo da pobreza e da ignorância instalar-se-ão. Se somos pobres hoje, sê-lo-emos muito mais amanhã.

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.