Dois testes por período? Não está escrito em lado algum!

fne-andaep-confap.JPGQuem o lembrou foi o próprio secretário de Estado da Educação. Prestes a entrarmos no último e decisivo momento de avaliação do ano lectivo, a mensagem do governante que surge como o principal promotor do sucesso educativo é clara:

O secretário de Estado da Educação frisou que é preciso pensar o desafio da finalidade da escola e que o objetivo da avaliação é aprender melhor. As consequências disto são o recentrar a avaliação no formativo, ter uma avaliação sobre todas as áreas do currículo, termos práticas de avaliação contínua e sabermos dar um bom estímulo à diversificação dos instrumentos de avaliação. “Avaliar só para testes é redutor”, afirmou. “E não está escrito em lado algum que deve haver dois testes por período”. Se queremos uma escola inclusiva, reconheceu João Costa, “os instrumentos de avaliação devem também ser inclusivos”.

Mas o sinal mais evidente da mudança de ventos foi dado, no evento organizado pela FNE, a CONFAP e a ANDAEP, pelo presidente do IAVE, Hélder Sousa. O rigoroso examocrata dos tempos de Nuno Crato mostra-se agora convertido às causas eduquesas da avaliação formativa, preocupado com as injustiças do sistema, com o excesso de testes e com os alunos que, “por uma décima” se vêem impedidos de perseguir os seus sonhos no ensino superior.

“Temos um sistema que não funciona”, começou por afirmar o Presidente do IAVE, e uma escola muito refém de conteúdos e muito condicionada pelo manual escolar. Em sua opinião, é urgente a mudança de paradigma na avaliação, até porque a maior prisão que os professores têm “é dar o programa”. O novo paradigma tem forçosamente que passar por uma avaliação mais formativa e mais contínua, libertando-se do peso excessivo dos testes, que são instrumentos que nem sempre são os mais corretos.

O Presidente do IAVE referiu que temos que acabar de uma vez por todas com “a semana de congestionamento de testes” nas escolas e lamentou que a construção de instrumentos de avaliação não faça parte da formação inicial dos docentes. Para Helder Sousa a mudança na avaliação terá que ultrapassar os constrangimentos do currículo, um secundário dependente do acesso ao ensino superior e uma avaliação de desempenho que vise estigmatizar os professores, não contribuindo para a melhoria das suas práticas pedagógicas em sala de aula e para o seu domínio científico.

Helder Sousa apresentou novos modelos de acesso ao ensino superior e acabou por admitir que “é demolidor, desumano e inaceitável que um aluno não entre na faculdade por uma décima”. Por outro lado criticou as escolas que começam logo no 1º ciclo a fazerem baterias de testes de exames, sugerindo que em vez disso poderiam treinar os seus alunos nos diferentes tipos de perguntas. “Mudar é uma tarefa em comum”, realçou. “E a educação é o maior património social e económico de um povo.” Por isso, não pode haver boa educação sem uma avaliação de qualidade.

Alguém que informe o sr. presidente que nenhuma escola faz os testes todos numa semana. E que, qualquer que seja o sistema de acesso ao ensino superior, basta haver mais candidatos do que vagas para que possa haver alunos a não conseguir, por uma décima, entrar no curso pretendido.

O resto é apenas a incoerência e o oportunismo evidente de quem confessa, agora, que eram erradas todas as políticas que ajudou a implementar nos últimos anos. Se os professores davam aos seus alunos baterias de testes ou faziam treinos intensivos para os exames era porque essas eram as práticas promovidas pelo anterior governo, que encontrou no IAVE de Hélder Sousa um fiel serventuário.

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s