Não vacinar não deveria ser opção

measles_1.jpgA propósito da epidemia de sarampo que chegou a Portugal nas últimas semanas e que já teve, pelo menos num caso, desfecho fatal, não tenho grande coisa a acrescentar em relação ao que aqui escrevi antes de o assunto ter chegado, entre nós, à primeira linha da actualidade.

Apenas destaco que o princípio pedagógico de exortar as pessoas a vacinar os filhos, explicando as vantagens das vacinas em vez de ameaçar com obrigatoriedades e punições, foi eficaz, durante décadas, junto das camadas da população mais conservadoras, com mais fracos recursos e menor nível de instrução. Mas não está a resultar junto de uma franja pós-moderna de ignorantes e egocêntricos que colocam deliberadamente em risco a vida dos filhos e de outras pessoas com os seus preconceitos, teorias da conspiração e verdades alternativas.

Sendo assim, o que se espera para decretar a obrigatoriedade da vacinação de menores?

Por que razão o dono de um cão é obrigado por lei a manter actualizado o respectivo boletim de vacinas e um pai ou mãe só vacina os filhos se assim o entender?

A saúde de um animal de estimação vale mais do que a de uma criança?…

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s