O holandês provocador

costa-mulheres-bebida.jpg

À piada de fino gosto de Jeroen Dijsselbloem, sobre os povos do sul da Europa que gastam o dinheiro em “copos e mulheres”, já muitos responderam à letra:

António Costa: Numa Europa a sério, o senhor Dijsselbloem já estava demitido neste momento. Não é possível que quem tem uma visão xenófoba, racista e sexista possa exercer funções de presidência de um organismo como o Eurogrupo.

Matteo Renzi: Jeroen Dijsselbloem perdeu uma excelente oportunidade para ficar calado. Numa entrevista a um jornal alemão, permitiu-se a reflexões estúpidas, não consigo encontrar melhor termo, contra países do sul, começando por Itália e Espanha

Rui Tavares: Nós devemos ficar agradecidos a Dijsselbloem. É que antes de ele ter dito a sua magnífica frase sobre “copos e mulheres” ainda havia quem procurasse mudar as regras para que ele pudesse continuar como presidente do Eurogrupo depois de deixar de ser ministro do seu país. Essas esperanças de Schäuble e de outros devem ter sido definitivamente enterradas.

Pedro Ivo Carvalho: Caro Jeroen, faça como fazem os cidadãos que não aguentam a bebida quando estão a mais numa sala cheia de adultos. Saia. Prometemos brindar à sua saúde.

Ferreira Fernandes: …para responder a Jeroen Dijsselbloem, um curso rápido de arte portuguesa chegava: um caralho das Caldas para ti, pequeno holandês.

Pela minha parte, espero apenas que a polémica não faça esquecer o essencial: que o partido deste social-democrata levou o maior trambolhão entre todas as forças partidárias que concorreram nas últimas eleições holandesas e já não fará parte do novo governo. O holandês provocador vai fazendo assim as despedidas, tanto do cargo de ministro das Finanças dos Países Baixos, como da presidência do Eurogrupo.

Provavelmente vê-lo-emos, em breve, nalgum cargo importante do internacionalismo monetário e financeiro, como tem sucedido com os ministros que servem zelosamente a receita austeritária neoliberal aos seus povos.

E se já não tiver oportunidade de vir descobrir os prazeres da vida na Europa meridional, ao menos que aproveite para acabar o mestrado.

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s