Ouro, prata e… o resto

evora-mamona.jpg

De um fim-de-semana parco em novidades, salvam-se as vitórias do atletismo.

Que ainda assim não fazem esquecer a ordinarice e o baixo nível de um dirigente desportivo que nem na reeleição soube estar à altura das circunstâncias e acima das picardias clubísticas, prestigiando o clube que dirige.

Do “Assalto ao Castelo”, um excelente trabalho jornalístico de Pedro Coelho, fica a confirmação da suspeita conivência da administração do Banco de Portugal com sucessivas falcatruas e irregularidades na gestão do BES, tornando-se assim co-responsável pela sua falência fraudulenta e ruinosa para o país.

E se já ninguém parece espantar-se que Ricardo Salgado e os seus mais directos colaboradores continuem à solta, quase todos se perguntam como é possível manter-se em funções o governador Carlos Costa, um supervisor bancário obviamente negligente e incompetente que já só o PSD, que o reconduziu, se atreve a defender.

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s