Grandes, para quê?

aeroporto-porto.jpgO Aeroporto Francisco Sá Carneiro foi eleito o melhor da Europa para estruturas com dimensão entre 5 e 15 milhões de passageiros.

A distinção veio do Airports Council International, uma associação profissional mundial de operadores de aeroportos – 2016 Airport Service Quality (ASQ) Awards.

Quando ressurge o lobby aeroportuário de Lisboa, na sua ânsia pelo segundo aeroporto e as eternas querelas sobre a sua localização ideal, o prémio – mais um! – agora atribuído ao Aeroporto do Porto, com base na avaliação feita pelos utilizadores, vem-nos recordar que temos no Norte do país um aeroporto bem mais agradável e eficiente do que o congénere lisboeta.

Que está ainda longe de atingir a saturação e que tem, ao contrário de Lisboa, potencial para captar passageiros do norte de Espanha.

Que dois aeroportos de média dimensão servem melhor o país do que a tentativa de esvaziar o Porto para tentar concentrar em Lisboa tráfego suficiente para justificar, depois dos fiascos do TGV e das SCUTs, mais um elefante branco, agora no sector aeroportuário.

Rentabilizar e aproveitar o que temos e nos serve perfeitamente, em vez de insistirmos no endividamento e na despesa para termos o que não nos faz falta: com os longos anos que já levamos de crises, congelamentos e austeridades, era tempo de termos já aprendido alguma coisa.

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s