Quando a emenda é pior do que o soneto

CONCURSOS.jpgO volte-face do ME na recta final da negociação dos novos diplomas legais sobre concursos e vinculação de professores surpreendeu os sindicatos e pode até indiciar má-fé negocial, ao fazer aparecer, do nada, a integração dos professores dos colégios com contrato de associação na mesma prioridade em que concorrem os contratados do ensino público e com a possibilidade de contarem o tempo de serviço prestado no privado.

Esta imposição do ME foi uma das razões que levaram à não assinatura de acordos negociais, tendo-se especulado na altura que esta poderia ser uma contrapartida oculta pelo corte nos contratos de associação que, a prazo, irá obrigar alguns colégios a despedir os seus professores. Admito que este ponto tenha sido considerado, mas parece-me que a decisão do ME vai um pouco mais longe.

Ao abrir as vagas para contratação nas escolas públicas a professores com muitos anos de serviço no ensino privado, e contabilizando-lhes esse tempo, o ME poderá estar, na prática, a conseguir duas coisas em simultâneo:

  • Afastar alguns professores do público que estariam em condições de vincular;
  • Admitir professores que, por o seu tempo de serviço ter sido maioritariamente prestado no ensino privado, não reunirão num futuro próximo condições para a vinculação.

Para além disto, há a profunda injustiça, sentida por milhares de professores que durante anos se sacrificaram, percorrendo o país em sucessivas colocações para poderem um dia alcançar o almejado lugar de quadro, e que agora se podem ver ultrapassados por colegas que, não tendo passado pelo mesmo calvário, lhes aparecerão à frente na lista de graduação.

Claro que também podemos olhar o problema na perspectiva dos professores dos colégios que, julgando ter encontrado estabilidade profissional em escolas privadas que asseguravam serviços públicos de educação, se vêem de súbito sem emprego e sem perspectivas de continuar a exercer a sua profissão. Creio que o ME deveria ter também em conta a situação destes colegas, mas parece-me que a solução encontrada não é justa nem equilibrada.

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s