José Afonso (1929-1987)

Cantor, compositor e poeta, José Afonso é, sem margem para dúvidas, a figura maior da canção popular portuguesa do século XX.

A vasta obra estende-se por cerca de vinte álbuns de originais. Músico autodidacta, as suas cantigas integram influências tão diversas como o folclore regional português, o fado e a balada de Coimbra, os grandes poetas portugueses, os ritmos africanos, os estilos dos muitos músicos e cantores com quem trabalhou.

Homem assumidamente de esquerda, resistente antifascista, símbolo da Revolução da Abril que nunca se comprometeu com partidos políticos mas sempre se mostrou solidário com as causas e lutas populares, José Afonso foi também um raro exemplo de coerência, de solidariedade e de desprendimento material num mundo crescentemente dominado por valores oportunistas e materialistas.

Faleceu, vítima de doença prolongada e incapacitante, há 30 anos. Tinha 57 anos.

Das centenas de cantigas que poderiam ilustrar este post escolhi uma das suas baladas mais simples e menos conhecidas. Porque a aprecio especialmente e porque acho que, 30 anos depois, há ainda muito a (re)descobrir nos discos que José Afonso nos deixou.

 

Anúncios

One thought on “José Afonso (1929-1987)

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s