Três noivas para três irmãos

A FFMS realiza hoje a grande conferência do regime sobre educação. Reunir, juntos e ao vivo, seis antigos ministros da pasta só não é proeza ainda mais assinalável porque, quer-me parecer, é muito mais o que une do que o que separa estas seis personagens em matéria de política educativa. Politicamente falando, há aqui espaço para diversas irmandades e casamentos felizes.

1975_v1js5omh.orj.jpg

Terão oportunidade para se congratular com os sucessos mútuos e reivindicar o protagonismo de cada um na subida dos alunos portugueses nos rankings PISA. Irão por certo lamentar o que não conseguiram fazer devido à oposição dos professores, da máquina ministerial, da crise económica, dos sindicatos e de outras forças de bloqueio e agentes corporativos avessos à mudança.

A apadrinhar o encontro, Andreas Schleicher, o responsável pelo pelouro da Educação na OCDE, não deixará por certo de sublinhar a importância destes consensos de regime, não só para consumo interno, mas também para ser cumprida a agenda para a Educação a nível global. E relembrar o desafio que o controleiro mundial da educação agora nos coloca: contra as retenções, marchar, marchar!

Uma nota final para o tique ancien régime da propaganda da Fundação do grupo Jerónimo Martins: anunciam o evento para o “Liceu Camões”, como se estivéssemos ainda no tempo dos avozinhos e o ensino liceal não tivesse acabado nas reformas educativas pós-25 de Abril. Quem colocar a expressão no moderno GPS é capaz de não dar com o sítio…

Anúncios

3 thoughts on “Três noivas para três irmãos

  1. Já não sei o que diga……

    Ou seja, sei, mas não se pode escrever aqui.

    Isto só animava com outras personagens metidas no meio deste sexteto. Talvez …..a Betsy DeVos e uma Sarah Palin como moderadora.

    Gostar

  2. Testei e “Liceu Camões” é convertido em “Escola Secundária de Camões”.

    É habitual alunos e professores usarem o nome “liceu” nas escolas que já tiveram essa designação. Vendo bem, temporalmente, tiveram-na por período superior a “escola secundária”.

    Tenho para mim que se ainda tivessem esse “selo”, só o nome faria muitas famílias prescindirem do “colégio”. E não seria por aí que algumas das atuais secundárias, ex-liceus, pobretanas mudariam a sua composição social.

    Gostar

    • O meu “liceu” foi o Liceu Feminino De Maria Amália Vaz de Carvalho”

      As escolas públicas mais conhecidas do rectângulo ainda são chamadas de “liceus”. E quando oiço algum comentador ou político falarem de “liceus”, já sei o que para aí vem.

      Nessas alturas, faço zapping para um Conan o Destruidor que esteja a passar na TV. Na imprensa escrita folheio até às massagens do CM (que é o jornal mais lido nos cafés).

      Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s