Assim, sim!

escola-alex-herculano.JPGNão há condições, encerra-se a escola.

Aposto que perante isto, e o saber-se publicamente que a escola fechou e o motivo pelo qual isso sucedeu, em meia dúzia de dias irão resolver, ainda que provisoriamente um problema que se arrasta pelo menos há perto de uma década.

O diretor da Escola Alexandre Herculano, no Porto, hoje encerrada por chover no interior, disse que os alunos só regressarão quando existirem garantias de que podem circular “sem qualquer possibilidade de lhes cair um bocado de teto em cima”.

“É necessário também que as salas de aula não apresentem este estado de infiltração e queda de água, temos de utilizar baldes para que a água não escorra pelas salas. É necessário, também, que possamos garantir que os alunos circulem pelos corredores sem risco iminente de quedas que é aquilo que em dias como o de hoje acontece frequentemente”, disse Manuel Lima.

De acordo com o responsável, “as obras sempre foram prometidas, o que nunca houve foi uma resposta inequívoca e uma justificação devidamente fundamentada sobre o seu adiamento ‘sine die’, que é o que acontece hoje”.

Por outro lado, também se percebe, pelas entrelinhas da notícia, como esta degradação programada de algum parque escolar pode funcionar como um bom pretexto para a entrega das escolas à gestão camarária, que promete rapidez e eficiência nas intervenções que vão sendo necessárias.

Pelo menos se não faltar o devido envelope financeiro

 

Anúncios

3 thoughts on “Assim, sim!

  1. Esta zona da cidade do Porto é para mandar a baixo, tipo Expo. O Alexandre Herculano está às portas de Campanhã, de onde passou a receber a maioria dos seus alunos, após entrar em agrupamento (que a condenou a ser TEIP até ao fim dos seus dias). Campanhã é o Porto pobre e abandonado. Ali tudo soa a pobreza: as ruas, o estado das habitações, as pessoas…

    E a propósito do absurdo do mega, em 2012, as três unidades de gestão agregadas (dois agrupamentos e uma secundária) tinha 3000 alunos. Hoje são 1600. Ninguém quer ali os filhos.

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s