Concursos: nova proposta do ME

concurSó os professores que tenham contratos anuais e completos durante o actual ano lectivo serão abrangidos pela vinculação extraordinária proposta pelo ministério da Educação (ME). Este é o novo requisito exigido para a entrada nos quadros e que se junta à obrigatoriedade de terem pelo menos doze anos de serviço e terem cinco contratos nos últimos seis anos, revelou ao PÚBLICO a presidente do Sindicato Independente de Professores e Educadores (SIPE), Júlia Azevedo, depois de mais uma ronda de negociações no ME.

O ME deixou cair, na proposta que está a ser apresentada hoje aos sindicatos, a exigência de que o tempo de serviço a contabilizar tenha sido prestado como profissionalizado e sempre no mesmo grupo disciplinar. Mas os beneficiários têm de estar este ano com contrato para o ano inteiro e horário completo.

Para outras propostas que os sindicatos levaram a estas reuniões não haverá respostas positivas da parte do ME, pelo que o mais certo é vir a ser accionado o período de negociação suplementar.

Os negociadores ministeriais também se continuam a esquivar a divulgar os números, que certamente têm em sua posse, dos professores que serão abrangidos, quer pela vinculação, quer pela aplicação da chamada norma-travão.

E o mesmo quanto ao número de novas vagas a abrir nos quadros de escola e agrupamento: se sabem quantos serão, e alguma ideia devem ter, a verdade é que não o dizem.

Anúncios

One thought on “Concursos: nova proposta do ME

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s