Concursos: nova proposta do ME

O Ministério da Educação baixou de 20 para 12 anos o tempo mínimo de serviço que propõe para a entrada nos quadros de professores contratados. Com a nova proposta do ME, que chegou ao princípio da noite desta sexta-feira aos sindicatos, poderão entrar no quadro entre 3696 a 5365 contratados, adiantou ao PÚBLICO o dirigente da Federação Nacional de Professores (Fenprof), Vítor Godinho.

Ressalvando que esta é uma primeira estimativa, Godinho adiantou que será mais provável que o número de entradas se aproxime mais do limiar mínimo do que no máximo porque além dos 12 anos de serviços, os professores a vincular terão também de ter estado contratados em cinco dos últimos seis anos. Com o tempo de 20 anos de serviço a vinculação abrangeria pouco mais de 100 professores.

A proposta agora apresentada pelo ME representa um avanço em relação ao documento inicial, mas difere bastante da contra-proposta da Fenprof, que defendia a vinculação faseada, ao longo de três anos, de todos os docentes contratados com mais de três anos de serviço. E continua a deixar de fora a maioria dos professores com mais tempo de serviço.

Os dois documentos apresentados pelo ME, em jeito de prenda de Ano Novo aos professores contratados – a portaria da vinculação extraordinária e a revisão do decreto-lei dos concursos – podem consultar-se clicando nas imagens.

portaria.JPG

dl.JPG

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s