Coerência ou falta de respeito?

be-parlamento.JPGO Parlamento dividiu-se na receção aos reis de Espanha. PS, PSD e CDS-PP aplaudiram o discurso de Felipe VI. Os deputados do PCP levantaram-se mas não aplaudiram. O Bloco de Esquerda permaneceu sentado.

Sou republicano, e tenho pouca simpatia por uma monarquia que, como é o caso da que existe em Espanha, que foi imposta por vontade póstuma de Franco, que derrubou a República democrática para impor uma feroz ditadura que só terminou após a sua morte.

Agora a verdade é que as decisões sobre o sistema político de Espanha dependem inteiramente da vontade dos Espanhóis, e faz todo o sentido que deputados de um partido assumidamente republicano como o Podemos permaneçam sentados nos seus lugares, nas Cortes, enquanto o Rei usa da palavra, para sublinhar a falta de legitimidade de um Chefe de Estado que não é eleito pelo povo.

Já o Rei de Espanha, de visita a Portugal e ao Parlamento português, é o mais alto representante do seu país, e é nessa qualidade que deve ser recebido com o devido respeito. Se não pela régia personagem, pelo povo que ele, bem ou mal, representa.

Concordo por isso com os que afirmam que, enquanto o PCP marcou uma posição política, os deputados do BE conseguiram apenas mostrar um gesto de má educação.

Anúncios

4 thoughts on “Coerência ou falta de respeito?

  1. Seria de criticar o PCP e o BE se o rei representasse o povo espanhol.
    Ora, o que se passou, foi que esse senhor fez um discurso marcadamente político e de ataque às posições desses partidos.
    Como se não chegassem o PSD e a UE a meter areia na geringonça!

    Gostar

    • No curto resumo que li a comunicação social não me apercebi que o discurso tivesse ido além do habitual nestas circunstâncias.
      Mas admito que sim e tivessem razões para discordar, e daí o não bater palmas que acho correcto. O ficar sentado é que já me pareceu excessivo e desnecessário. Mas também não faço disto, como alguma direita, um crime de lesa-pátria.
      E já agora, porque não havendo moralidade comem todos, registe-se a falta de comparência do PSD nas comemorações do 1º de Dezembro. Percebe-se a azia, mas também não lhes fica bem.

      Gostar

      • Eu também concordo com a atitude do PSD.
        É o que se chama ser coerente.
        Se consideravam que o feriado era pouco importante, não fazia sentido participarem nas comemorações.

        Gostar

        • Jaculina,

          Não pode estar a falar a sério.

          O PD cortou nos feriados, não por serem “pouco importantes”, mas porque “quebravam a produtividade.”

          Mas nenhuma das hipóteses é “coerente”, nem em termos históricos nem em termos da dita produtividade.

          Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s