Não tínhamos dinheiro para nada

crato.JPGO fado do desgraçadinho, que Nuno Crato nos vem cantar na entrevista ao Sol ainda sem publicação online, tem muito que se lhe diga.

Fiquemos apenas por uma área tutelada pelo seu ministério onde nunca se notou muito a falta de dinheiro que levou ao afastamento de dezenas de milhares de professores, ao emagrecimento curricular, ou ao corte no investimento e requalificação da rede escolar: estou a falar do financiamento público às escolas privadas com contrato de associação.

Quando Nuno Crato assumiu funções, era isto que estava em vigor:

1 – O apoio financeiro a conceder, no âmbito de contratos de associação, consiste na atribuição de um subsídio anual por turma fixado em (euro) 80 080 […]

Numa das suas primeiras iniciativas legislativas, o ministério tutelado por Nuno Crato, decidiu desta forma:

1 – O apoio financeiro a conceder, no âmbito dos contratos de associação por turma, traduzido num subsídio, é fixado para o ano de 2011-2012 no valor de (euro) 85 288 por turma.

Sem que tivesse de o fazer, num contexto geral de cortes impostos pela troika, e depois de os custos políticos da redução destes financiamentos terem sido assumidos pelo governo anterior, Nuno Crato lá arranjou, dando aos colégios mais 5 mil euros por turma, o dinheiro a mais que faltava para tudo o resto. E de que agora se queixa que não tinha.

A política faz-se de escolhas, e Nuno Crato fez as suas. Sendo por isso responsável, não pelo dinheiro que não gastou, porque não o tinha, mas pelo que fez – mal – com o pouco de que dispunha.

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s