CM calunia os professores

As editoras estão a oferecer presentes aos professores para os convencer a escolher os seus manuais escolares. A estratégia passa pela oferta de equipamentos tecnológicos como iPad e máquinas fotográficas, mas também calculadoras, livros e outros materiais de apoio ao ensino.

O jornalismo de sarjeta do Correio da Manhã vem insinuar hoje que há professores a ser subornados pelas editoras, que pretendem dessa forma influenciar a escolha dos manuais escolares.

Como é habitual no jornalismo sensacionalista e irresponsável, a notícia acaba por ser uma mistura de meias-verdades, falsidades e insinuações, partindo de um facto insofismável: os manuais escolares representam um negócio de muitos milhões, actualmente dominado por apenas dois grupos empresariais. E a diminuição do número de alunos, a distribuição gratuita de manuais aos alunos do 1º ano e o aparecimento de empresas e plataformas destinadas a promover o intercâmbio e a reutilização de livros escolares estão a ameaçar o negócio das editoras, levando-as a multiplicar argumentos e simpatias para convencer os professores envolvidos nas adopções da qualidade dos seus “projectos pedagógicos”.

Há muitos anos que participo em escolhas de manuais, e nunca vi que as iniciativas de promoção dos manuais fossem, no que aos professores diz respeito, para além de ofertas simbólicas como agendas, canetas e material pedagógico. Ou seja, instrumentos de trabalho dos professores, e não valiosos bens de uso pessoal, como se insinua na notícia. E, na hora de escolher, o que sempre procuramos é o manual que melhor se adequa às características dos nossos alunos e à forma como organizamos o nosso trabalho pedagógico.

Já o Correio da Manhã, convenientemente escudado nas suas habituais fontes anónimas, se sabe quais são as escolas ou os professores que aceitam subornos para adoptar este ou aquele livro, o que tem a fazer é denunciar as situações concretas, em vez de lançar a calúnia e a suspeita sobre toda uma classe profissional.

Se não sabe, mas recorre uma vez mais à divulgação de falsidades sensacionalistas para vender jornais, incluindo uma comparação perfeitamente disparatada entre o negócio dos manuais e o dos medicamentos, então apenas há que lamentar e repudiar o acto vergonhoso e desonesto do pasquim. Infelizmente, e tendo em conta o seu historial, é coisa que já não nos surpreende.

0xB8ypr[1].gif

2 thoughts on “CM calunia os professores

  1. Vamos fazer um boicote de uma semana. Durante a semana que começa a 23 e até ao final do mês nenhum professor compre o Correio da Manhã (aquele jornal que vive dos anúncios da prostituição) nem veja a C M T V. Será que assim aprendem?

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.