Draghi e as reformas falhadas

draghi-lxO presidente do BCE aproveitou a sua presença no primeiro Conselho de Estado da nova presidência para recomendar que Portugal não recue nas reformas realizadas e para defender que se deve evitar a todo o custo o incumprimento das regras orçamentais europeias.

No lugar de Mario Draghi, eu recomendaria também que se acabasse com essa chatice das eleições, pois se mudamos de governo mas a política tem de ser a mesma, então andamos a perder tempo a representar a farsa eleitoral. Uma questão de coerência.

Para não deixar dúvidas, Mario Draghi fez questão ainda de dizer que nos últimos anos “os esforços de reforma desenvolvidos por Portugal foram notáveis e necessários” e que “estão a dar fruto dentro e fora do país”.

Entre as reformas que Draghi recomenda a Portugal destacam-se as destinadas ao mercado de trabalho e as que têm como objectivo garantir o aumento do investimento das empresas.

A política imposta pela troika e seguida pelo anterior governo é a única aceitável para a ortodoxia do pensamento único que domina as instituições europeias e que nos querem continuar a impingir mesmo perante a evidência da falta de resultados.

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s