Todo um programa político

beleza-costa“Se não houver melhor, vou eu”

O PS caminha a passos largos para o grau zero da política.

A direita pelo menos tem uma ideologia, abraçou o neoliberalismo, toma os seus ditames como pensamento único e já nem quer ouvir falar de democracia cristã, de conservadorismo e de outras bandeiras tradicionais da direita moderada e europeísta. E contra isto é possível lutar, embora não seja fácil.

Agora o PS parece cada vez mais imerso naquele pântano de que falava Guterres, um partido sem ideias, sem rumo, apenas uma larvar guerra de facções. Um partido em que qualquer aparelhista medíocre pode ambicionar a liderança, até porque os líderes, tal como aconteceu ao PSD após a morte de Sá Carneiro ou a saída de cena de Cavaco, parecem sempre estar a prazo.

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s