Mostrar a família, para quê?

ppc[1]

À mulher do primeiro-ministro, Laura Ferreira, foi diagnosticada há uns tempos atrás uma doença grave. Na altura o facto foi divulgado publicamente, bem como a necessidade de a senhora se submeter aos tratamentos médicos agressivos habituais nestas situações para tentar debelar a doença.

Passos Coelho referiu-se ao assunto pedindo à comunicação social que respeitasse a privacidade da sua família e do momento difícil que estavam a viver, abstendo-se de publicar notícias ou imagens sobre o assunto. Julgo que isto foi, de um modo geral, respeitado.

No entanto, mais recentemente, mesmo as pessoas que, como é o meu caso, não costumam ler as revistas dedicadas à vida social, não podem deixar de reparar nas fotos que vão enchendo as capas de todas essas revistas e onde Passos aparece acompanhado da mulher, ainda não recuperada dos tratamentos.

Porque na política pouca coisa sucede por acaso, em que ficamos, então: reserva da vida privada do primeiro-ministro, ou aproveitamento de uma circunstância que, contribuindo para humanizar a figura do primeiro responsável pelo governo mais austeritário da nossa democracia, é susceptível de gerar uma onda de empatia e solidariedade que pode trazer benefícios em termos de popularidade e, obviamente, ganhos eleitorais?…

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.