A formação está cara

Noticia o Público que “pela primeira vez em cinco anos, o Instituto de Avaliação Educativa não fez acções de formação para os professores classificadores.” Como a bolsa de classificadores do ensino secundário foi este ano renovada com a inclusão de novos professores (mas sem que tenha sido dada autorização às escolas para retirarem os que já lá estavam e que têm sido todos os anos sacrificados com esta tarefa nos meses de Verão), cerca de metade dos 13 mil classificadores irão classificar sem terem tido acesso a uma formação que o MEC, em anos anteriores, reputava de obrigatória e que fundamentou a criação da dita bolsa.

why-we-learn[1]Nada disto é novo ou surpreendente, é o habitual rigor&exigência à moda do Crato, que se aplica se for para infernizar a vida aos outros, mas que rapidamente passa ao vale-tudo quando estão em causa responsabilidades do próprio MEC ou dos seus apaniguados. A prova tivemo-la com o exame de Inglês do 9º ano, com normas rigorosíssimas made in Cambridge, mas que perante uma greve de professores que punha em causa a sua realização até já podia ser feito com apenas um vigilante por sala.

Agora o que me surpreendeu foi o que li no blogue do Arlindo:

Aqui critica-se haver formação a menos, mas se a formação fosse do tipo “british” também se criticava for haver formação a mais.

Nestes aspectos, os professores são uns eternos insatisfeitos.

Vamos lá a ver se nos entendemos:

O que se critica não é formação a mais ou a menos.

O que se critica é a duplicidade de critérios, que leva o MEC/IAVE a recusar retirar uns professores da bolsa porque fizeram formação e houve ali um grande “investimento” que não pode ser desbaratado, e a meter lá outros que não tiveram formação nem a vão ter mas que, afinal, para o efeito, também servem.

Da minha parte, como professor, dar-me-ei por satisfeito quando o MEC, que é quem precisa deste modelo de exames para escamotear a ausência de tudo o resto, ou seja, uma política educativa digna desse nome, for “aos mercados” buscar os classificadores como já faz actualmente com os professores que elaboram as provas de exame.

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s