O pensamento único e a Europa que nos envergonha

Uma excelente prosa de Pacheco Pereira no Público de hoje sobreThatcher_ThereIsNoAlternative[1] a intransigência dos poderes que hoje regem a União Europeia em relação à Grécia e cuja leitura integral recomendo:

Esta não é a Europa dos fundadores, é a Europa dos partidos mais conservadores, com os socialistas à arreata. Não terá um bom fim e, nessa altura, muita gente lembrará a Grécia.

De facto o problema grego não é a dívida nem o défice, não é a “preguiça” nacional nem a economia informal, não são as reformas antecipadas nem os IVAs aligeirados. O problema com a Grécia foi ter tido a ousadia de eleger políticos que colocam a vontade do povo que os elegeu e o programa com que foram eleitos à frente das exigências europeias.

O governo grego desafia o pensamento único, o pensamento TINA – There Is No Alternative – pela primeira vez invocado nos tempos de Margaret Thatcher e tornado ideologia dominante pelos poderes europeus, esse conjunto de estados e instituições onde o Partido Popular Europeu assume posição hegemónica, e isso é intolerável na perspectiva do neoliberalismo triunfante e arrogante.

Não interessa que a receita austeritária falhe uma e outra vez, como falhou na Grécia e está a falhar em Portugal: para os governos subservientes, como o nosso, há sempre a compreensão, o fechar de olhos benevolente, o mais-tempo-e-mais-dinheiro, enquanto aqueles que ousam afirmar que o rei vai nu terão se ser atirados ao chão pela ousadia de estragar com a verdade essas belas narrativas que costumam ser as fábulas liberais.

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s